Aqui é o ponto de encontro de todos os que gostam de ler, de falar de livros, de ilustrar as passagens preferidas, de partilhar leituras…
Vamos conversar?
Neste espaço, podemos partilhar com os outros as nossas opiniões sobre livros/textos que apreciamos, leituras que adoramos e, também, conhecer novos livros interessantes. Leste um livro interessante? Então, fala-nos um pouco dele. Vem até aqui, ao nosso PONTO de ENCONTRO, um espaço que gostaríamos que fosse verdadeiramente NOSSO, de toda a Comunidade Educativa.
“Ler é sonhar pela mão de outrem.” Fernando Pessoa
publicado por Cidália Loureiro e Lídia Valadares | Sábado, 20 Março , 2010, 23:05

 

     No dia 8 de Março tivemos uma surpresa no Cantinho da Leitura: o pai do Manuel Augusto foi apresentar o livro intitulado “O Pássaro em branco e outras histórias”. Dentro do livro havia vários contos, mas o pai do Manuel concentrou-se num – “O pequeno livro com pássaros”. A parte de que mais gostei foi quando as Letras, dentro do livro, diziam que queriam saber novidades sobre o exterior e, em reunião de assembleia, decidiram enviar em missão, para fora, um pássaro ainda com poucos anos de idade, um pardalito, para lhes trazer notícias.

     Passado muito tempo, eles já estavam fartos de esperar e, desolados, pensavam que ele tinha desaparecido como os outros pássaros que tinham partido com funções semelhantes, mas, finalmente, ele regressou. E trouxe notícias…

     Se quiserem saber mais, leiam o livro.

     Gostei desta surpresa e achei o livro fascinante.

 

José Diogo Sousa, 6º2

 


 

Numa das últimas sessões do Cantinho da leitura, um Encarregado de Educação, que, por acaso ou talvez não, é meu pai, veio apresentar um livro com o nome de “O pássaro em branco e outras histórias” de Bruno Santos. O meu pai só falou de uma história “Um pequeno livro com pássaros”.

A história tratava de um pequeno livro que falava de pássaros, várias espécies de pássaros, que estavam preocupados porque, dentro do livro, não tinham notícias do que se passava lá fora. Então elegeram um pardal para ir em serviço externo e trazer informações. O pardal era tão pequenito, magrito e espalmado que até o confundiam com um insecto. Contudo, como os homens, perdão, os pássaros não se medem aos palmos, foi cumprir esta delicada e arrojada missão. E lá partiu com um grande cachecol onde estavam gravadas as palavras: amor, amigo, afectuoso, amável, aliado…

Passado muito tempo, o pardal regressou com notícias preocupantes, disse que já não havia pessoas a olhar para o céu, ninguém os observava, mas ainda havia pessoas a ler livros, alguém que festejava as palavras e colhia nelas a salvação deles.

E no silêncio da noite a águia-real disse “we´ll always have Paris”. É uma lindíssima mensagem de esperança.

 

Manuel Augusto, 6º2


Jorge almeida a 21 de Março de 2010 às 21:30
gostei muito deste comentário. Afianl ainda há quem saiba ouvir histórias e quem retire delas a mensagem nelas contidas.Parabéns

jorge almeida a 21 de Março de 2010 às 21:34
Sou eu de novo.quero corrigir pequenas falhas. Gostei destes dois comentários. Muito bons. continuem a ser bons ouvintes e já agora porque não bons contadores de histórias? Mais uma vez parabens

Lídia Valadares a 24 de Março de 2010 às 11:44
Sr. Professor Jorge Almeida,

Agradecemos a sua participação no Cantinho da Leitura, que nos levou a saborear momentos preciosos de leitura e nos deu a conhecer mais um tesouro - um livro.
É fortalecendo os laços Escola - Família que se constrói a educação dos nossos jovens.

Lídia Valadares e Cidália Loureiro

mais sobre mim
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19

21
23
25
27

28
29
30
31


LER
“O prazer de ler e de escrever não é um acto solitário, é uma forma de entrar em relação com o outro, de partilhar uma paixão.” Cláudia Freitas, Leituras Cruzadas
blogs SAPO